Semana Nacional de Trânsito | Manutenção Preventiva é Só o Começo

A Injepeças traz neste inicio de semana uma matéria de apoio a Semana Nacional do Trânsito.

DENATRAN, Art. 326. A Semana Nacional de Trânsito será comemorada anualmente no período compreendido entre 18 e 25 de setembro.

No Brasil, o número de vidas perdidas em acidentes nas ruas e estradas só é menor do que os homicídios, entre pessoas de 18 a 24 anos. E o que podemos fazer para mudar esse cenário? Qual a nossa parcela de responsabilidade? Para nos fazer refletir sobre o assunto, o Conselho Nacional de Trânsito escolheu o seguinte tema para a Semana Nacional do Trânsito 2015:

“Década Mundial de Segurança no Trânsito 2011-2020: Seja VOCÊ a mudança no trânsito”.

injepecas_semana_nacional_transito_manutencao_preventiva

 

E para apoiar esta causa, estamos trazendo umas dicas sobre a manutenção do seu veículo, minimizando assim problemas de segurança das pessoas que conduzem um carro.

Combustíveis e lubrificantes –  Não deixe muito tempo na reserva, pode dar problemas de entupimento da bomba elétrica. Abasteça em postos conhecidos por você.

Correia dentada – Verifique a cada 15 mil Km. Já a substituição preventiva desse elemento, segundo os fabricantes, deve ser efetuada (em média) a cada 50 mil km. Uma vez rompido seu motor pode ter problema.

Freios – O nível do fluído de freio deve ter uma maior atenção. Vazamentos devem sempre ser checados. Peça uma avaliação minuciosa se houver ruídos, trepidações, perda de eficiência ou pedal duro.

Filtros de ar, óleo e combustível – Trocar o óleo, sem trocar o filtro, diminui a vida útil do lubrificante. Troque conforme indicado no manual do proprietário.

Limpador de para brisas – Felizmente grande parte dos consertos desses limpadores pode ser resolvida a partir das lâminas, do motor, da chave, do fusível ou parte elétrica do automóvel. Cheque se as lâminas e as borrachas estão em bom estado e se os encaixes das hastes estão seguros. Lave a borracha das palhetas apenas com água.

Pneus – Mantenha os pneus calibrados, incluindo o estepe. Faça rodízio periódico para equilibrar os desgastes irregulares. O balanceamento é indicado quando você sentir vibrações no volante. Já o alinhamento, quando houver desequilíbrio direcional, ou na troca do conjunto.

Radiador – Hoje, a maioria dos motores tem maior eficiência operando na faixa de 115ºC a 135ºC.
Logo, se a água ferve a 100ºC, não é uma boa ideia utilizar somente água. Então, como fazer?
A combinação correta é: água + aditivo + pressão, variando esta mistura, conforme a localização onde veículo roda.
Para obter esta eficiência, é necessário que todos os componentes estejam funcionando corretamente: sensores de temperatura, válvula termostática, tampa do reservatório suplementar e, claro, o eletro ventilador (ventoinha).

Sistema elétrico, faróis e lâmpadas – A troca preventiva de lâmpadas é recomendável a cada 50.000 km. Mesmo funcionando corretamente, a lâmpada perde cerca de 30% da luminosidade ao longo do uso. E isso representa uma redução de 1/3 também na sua segurança. Para viajar com segurança, é importante também fazer um check-up na bateria, no motor de partida, no alternador e em todas as lâmpadas e fusíveis do carro. Lembre-se, você pode pegar uma serra com neblina ou estrada em dia de chuva. E não deixe dispositivos elétricos funcionando por muito tempo, como o rádio, caso o motor esteja desligado.

Suspensão – Caso os componentes do sistema de suspensão estejam comprometidos, a não substituição deles pode provocar o desgaste dos pneus e, pior do que isso compromete a estabilidade do veículo, prejudicando a sua dirigibilidade e podendo provocar acidentes graves.

O sistema de amortecimento e estabilidade do veículo é tão importante quanto o dos freios. Além dos amortecedores, as molas, as buchas, as bandejas, os pivôs e os terminais também merecem inspeção para evitar que você saia da sua rota.

Velas e cabos – Quando o seu carro apresentar dificuldades para dar partida, consumir muito combustível, perder a potência ou estiver com falhas na aceleração, pode ser que esses problemas sejam as velas e os cabos de ignição. Essas peças devem ser checadas periodicamente para evitar o funcionamento irregular do sistema de ignição e a má combustão da mistura entre ar e combustível nas câmaras, que pode provocar pontos de carbonização no motor.

Alguns fabricantes indicam que as velas devem ser examinadas a cada 10 mil km e os cabos trocados a cada 50 mil km. Qualquer falha neste sistema pode ocasionar desgaste prematuro e comprometer a vida útil de outros componentes.

A Injepeças traz estas dicas para você fazer uma manutenção básica no seu veículo e não ficar parado em algum lugar e aguardar socorro.

Se a manutenção do seu veículo esta em dia, a única coisa que você pode fazer com ele é se divertir, e ter mobilidade com tranquilidade.

Parabéns! Divirta-se.

Regis Deiques

marketing@injepecas.com.br

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s