Sistemas Embarcados Automotivos

injepecas-sistema-embarcado-automotivo

 

A Injepeças sabe que certamente uma das maiores e mais interessantes aplicações de sistemas embarcados se encontra na indústria automotiva. Nesse setor as montadoras investem milhões de dólares a fim de equipar seus veículos com o que há de mais moderno em sistemas eletrônicos, tanto de conforto e navegação quanto de segurança.

As tendências da computação embarcada automotiva fazem parte da grande área da Computação Ubíqua ou Computação Pervasiva (onipresença da internet no cotidiano), que simplificadamente representa os múltiplos usos da computação em nosso cotidiano.

Com esta visão é óbvio pressupor o aumento contínuo das aplicações, que se justificam pelo aumento de conforto, segurança e entretenimento para o ser humano.

No tocante a Computação Embarcada Automotiva, observa-se que as montadoras têm acelerado seus projetos, na disputa por maiores fatias de mercado; enquanto os consumidores se apresentam cada vez mais interessados em veículos econômicos, se simpatizam com os que poluem menos, e não abrem mão do conforto.

A evolução dos sistemas embarcados automotivos (automóveis, ônibus, caminhões, etc.) atingiu tal grau de sofisticação, que os tornou “inteligentes”; dada a grande quantidade de informação de natureza diversa.

O setor automotivo também demanda muita mão de obra especializada, pois os sistemas automotivos possuem particularidades específicas não vistas em outras aplicações, seja em uma montadora ou em um fabricante de peças e sistemas, as vagas nesse setor despertam o interesse de muitos profissionais, e estar qualificado é o primeiro passo nessa caminhada. Os inúmeros sistemas embarcados abrem o leque de especialização para o profissional.

Entre os diversos dispositivos automotivos, destacamos:

  • Redes de comunicação embarcada como CAN(Controller Area Network) e LIN(Local Interconnect Network);
  • Sistemas de GPS e navegação;
  • Controle de motor e injeção eletrônica;
  • Alarmes;
  • Controle de transmissão e carroceria;
  • Sistemas em tempo real como Freios ABS e Air Bag;
  • Controle de tração;
  • Sistemas de entretenimento;
  • Painel de instrumentos;
  • Entre muitos outros.

Para ingressar no fascinante mundo da tecnologia automotiva, o profissional deve conhecer claramente os desafios e oportunidades geradas por esse setor, e é claro gostar muito de automóveis.

Tecnicamente existem alguns exemplos de Sistemas de Computação Embarcada em veículos:

  • Anti Blocking System (ABS): impede o bloqueio das rodas durante a frenagem, evitando que o veículo derrape. Atualmente está disponível em veículos de todas as categorias.
  • Electronic Brake Distribuition (EBD): garante, por meio de uma distribuição de forças de frenagem em cada roda, uma melhor estabilidade do veículo em manobras rápidas, com o pedal de freio ainda acionado.
  • Braking Assistant (BAS): em casos de colisão eminente, alguns condutores pisam bruscamente no pedal de freio, mas o mantêm fortemente pressionado apenas durante um curto espaço de tempo. O sistema “percebe” a intenção do condutor e amplifica a intensidade da frenagem, de maneira a garantir uma desaceleração máxima.
  • Eletronic Stability Program (ESP): sistema eletrônico que reconhece o escorregamento do veículo nas direções longitudinal e transversal; como por exemplo, o deslizamento lateral em curva. Atua de forma orientada e independente sobre o freio de cada uma das rodas, evitando que o veículo rodopie.
  • Active Body Control (ABC): sistema que controla dinamicamente a carroceria do veículo, evitando que a mesma se incline para frente ou para os lados, aumentando assim o conforto do passageiro.
  • Torque Control System (TCS): sistema eletrônico de controle de torque, realizado por cada uma das rodas de tração, que evita que a roda “patine”, garantindo, assim a dinâmica do veículo em arrancadas e curva.
  • Continuous Damping Control (CDC): sistema de suspensão adaptativa, que possibilita uma regulagem contínua da constante de amortecimento do amortecedor. Possibilita ajustar, a partir de comandos eletrônicos, a suspensão do veículo para a direção confortável ou a esportiva, conforme desejo do motorista.
  • X-by-wire: tecnologia que aos poucos vem substituindo os comandos mecânicos, por sistemas eletrônicos, como o acelerador eletrônico (power-by-wire) , já disponível em diversos veículos de série, assim como os sistemas brake-by-wire, shift-by-wire e steer-bywire.
  • Active Cruise Control (ACC): o veículo contém três sensores na parte frontal do veículo, que permitem ao veículo monitorar a estrada identificando veículos à frente com velocidade menor. Caso o sistema identifique um obstáculo a frente, parado ou em velocidade menor, o sistema freia o veículo, evitando a colisão.

Se você deseja conhecer ou mesmo trabalhar com sistemas embarcados automotivos, é importante que possua uma boa base bibliográfica e se possível realize cursos de especialização.

Também não deixe de visitar o site da SAE Brasil Sociedade de Engenheiros da Mobilidade, certamente muita informação pode ser encontrada no site, como cursos, fórum, simpósio e publicações da área, um dos cursos que chama bastante a atenção é o de Especilização SAE BRASIL em projetos de sistemas digitais embarcados.

 

Regis Deiques

marketing@injepecas.com.br

Fonte:

– http://www.embarcados.com.br/onde-aprender-sobre-sistemas-embarcados-automotivos/

 

– PDF: aspectos-de-produtos-SISTEMA EMBARC da Internet.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s